sábado, 25 de junho de 2016

Review: Mona Lisa Overdrive

Mona Lisa Overdrive Mona Lisa Overdrive by William Gibson
My rating: 5 of 5 stars

Esta é a sequencia e conclusão da trilogia do Sprawl composto por Neuromancer, Count Zero e este Mona Lisa Overdrive. Este livro tem um enredo ritmado com várias tramas correndo em paralelo e com uma infinidade de personagens marcantes, é difícil manter o controle e saber sobre cada um deles uma vez que cada trama alterna os capítulos e as vezes dezenas de páginas se passam antes que determinado personagem volte a tona.
Apesar ou graças a isso você fica preso a vida entrelaçada de tantas pessoas. Alguns personagens voltam de outros livros como Molly do primeiro livro e o Finlandês do segundo para compor a trama que se desenvolve as vezes tão rápido que se bobear nos perdemos e temos que voltar a ler a página para entender melhor o que se passou. O livro tem um final, diria, despretensioso, devido ao enriquecimento dos acontecimentos ficamos a espera de um final arrebatador o que não acontece, pelo menos em minha opinião, mas se você é fã de cyberpunk e William Gibson, e se não é mais gosta de ficção científica de primeira linhagem, este livro é imperdível. Dá pra ler este livro independentemente dos outros, mas, o melhor é ler a trilogia pela ordem: Neuromancer, Count Zer e por fim este Mona Lisa Overdrive.

View all my reviews

terça-feira, 26 de abril de 2016

Review: A Caça

A Caça A Caça by Jussi Adler-Olsen
My rating: 5 of 5 stars

Li o primeiro livro publicado no Brasil, A Mulher enjaulada de curiosidade pelo titulo, engoli o livro, fiquei atônito com o enredo e o fechamento da trama. Tão logo tomei conhecimento deste novo texto do Dinamarquês Olsen, adquiri imediatamente e li durante uma viagem curtindo cada página para não acabar rápido. O enredo de A Caça é atordoante com revelações a cada página, o desfecho do enredo é um soco no estomago. Estou ansioso pelo quem vem pela frente deste escritor de suspense policial absolutamente fantástico.

View all my reviews

Review: Como fazer amigos e influenciar pessoas na era digital

Como fazer amigos e influenciar pessoas na era digital Como fazer amigos e influenciar pessoas na era digital by Dale Carnegie
My rating: 0 of 5 stars

Como todo livro de auto ajuda se não pusermos em pratica seus ensinamentos imediatamente logo caem no esquecimento. Este livro trás ideias muito interessantes para uso imediato nestes tempos de informação instantânea. Gostei de ler e aprendi coisinhas de uso pratico que até já me ajudaram a me safar de algumas situações chatas. O livro é baseado no clássico dos anos trinta atualizado pelo instituto Carnegie para os dias de Facebook e whatsapp. Leitura interessante.

View all my reviews

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Review: Como Chegamos Até Aqui: A História das Inovações que Fizeram a Vida Moderna Possível

Como Chegamos Até Aqui: A História das Inovações que Fizeram a Vida Moderna Possível Como Chegamos Até Aqui: A História das Inovações que Fizeram a Vida Moderna Possível by Steven Johnson
My rating: 5 of 5 stars

Guardadas as devidas restrições do tema do livro, este foi o melhor livro que li este ano, foi o vigésimo primeiro livro lido este ano de 2016, então é um grande mérito e uma baita responsabilidade de minha parte firmar esta opinião. O autor, Steven Johnson baseou o livro em sua serie de tv do mesmo nome, How we got to now exibida com sucesso pela BBC. O livro conta de forma bem documentada e com uma prosa livre e boa de ler a historia por trás dos grandes eventos que mudaram o curso da humanidade como o controle do frio, do calor, a invenção da imprensa a descoberta do vidro e das lampadas e inúmeras outras coisas de cair o queixo. A única vontade que dar ao encerrar esta leitura é voltar a primeira pagina e começar novamente do zero. Leia este livro e nuca mais verá o mundo e a humanidade com os mesmo olhos.

View all my reviews

terça-feira, 5 de abril de 2016

7 características comuns em membros da equipe preguiçosos

bolg falecomigo 1 20160405Pensando nos nossos negócios, seja você um empreendedor, gerente de nível básico ou diretor, se identificam colaboradores improdutivos de três formas diferentes:
Primeiro: Uma pessoa podes ser tão extrovertida e envolvente que ninguém nem percebe que ela seja improdutiva.
Segundo: Percebe-se que a qualidade do trabalho de alguém esta caindo com constância.
E por último, um funcionário pode simplesmente ser improdutivo por natureza.

Nestas três situações as características são as mesmas. Como este funcionário chegou onde está e porque ele ainda esta lá é uma pergunta a ser respondida e o fato esclarecido. Mas, para o empregador, não importando se é um empresário ou um executivo de nível gerencial, tudo começa com sua capacidade de reconhecer quando um funcionário é produtivo, se você é capaz disso, já deu o primeiro passo para implementar mudanças e para evitar ter pessoas improdutivas no time.

Considere as seguintes características e ações a tomar para evitar gente preguiçosa no seu time:
blog falecomigo 2 20160405

Reclamações

Não importa porque alguém está reclamando, para quem está reclamando ou sobre o que está reclamando. Reclamações na maioria dos casos mostra que a pessoa não está se dedicando ou colocando foco suficiente em seu trabalho para fazer mudanças e resolver problemas. Esta pessoa é mestre em desperdiçar tempo e energia, dela e dos outros. Uma pessoa produtiva não fica com um problema, ela simplesmente vai lá, trabalha e resolve.

Desculpas, desculpas e desculpas

Similar a quem vive reclamando, quem vive dando desculpas encontrou um meio de ser improdutivo. Uma coisa é se algo não foi feito porque outra coisa mais prioritária tomou a frente na escala de importância dos problemas vigentes. Mas se as coisas não acontecem por causa das infindáveis desculpas, então este é um problema com a pessoa e não com “as coisas” que ela tem que fazer e não faz. Comece a observar e verifique se há alguém constantemente se desculpando em sua equipe, uma desculpa aqui outra ali é normal, mas desculpas o tempo todo é um claro sinal de improdutividade e preguiça.

Escantear

Esta característica anda lado a lado com as desculpas, uma pessoa pode “deixar de lado e esquecer” uma tarefa por desculpas, ele ou ela vão deixando de lado e “escanteando” a tarefa devagarinho como se fosse uma coisa sem importância, isto é normal em alguns momentos em grandes projetos, mas, se isso tornar-se um hábito, temos um preguiçoso no time.
blog falecomigo 3 20160405

Correr atrás do “chefe” para tudo

Isto pode acontecer por duas razões: Ou o empregado espera que o chefe simplesmente faça seu trabalho ou delegue a outra pessoa devido as suas desculpas de incapacidade momentânea de fazer o mesmo. Ou a pessoa não confia em si mesmo e acha que não dará conta do recado. Em qualquer destas duas situações o colaborador é improdutivo.
Parte de ser produtivo é ser capaz de agarrar o problema a unha, ser focado e criativo e trabalhar duro, a outra parte é realmente resolver o problema. Correr para o chefe a cada nova delegação não ajuda ninguém a ser produtivo.

Só se preocupar em aparecer

Este é um sintoma clássico das pessoas que não se incomodam de verdade com o trabalho a ser feito, este tipo de pessoa só é produtivo quando um trabalho especifico é importante para o chefe ou lhe renderá créditos e aplausos na hierarquia da empresa. Para ser uma pessoa produtiva, não podemos escolher o serviço a ser feito, focamos e dedicamos nosso talento e esforço a resolver os problemas e manter o negócio funcionando.

Falta de motivação ou direcionamento

Dá para dizer que uma pessoa está desmotivada e não tem direcionamento se ela fizer todas as coisas mencionadas acima, reclama, dá desculpas, escanteia as coisas. todos estes sentimentos combinados a uma atitude letárgica contribuem para a improdutividade de uma pessoa. Porque alguém se daria ao esforço de ser produtivo se não se importa com a empresa em que trabalha. Em alguns casos a falta de motivação e produtividade deve-se simplesmente ao fato de que a pessoa não se encaixa em sua posição atual.
blog falecomigo 4 20160405

Atitude complacente

Isto acontece normalmente quando o ego de alguém está ferido, Talvez esta pessoa não reclame, não se desculpe, e até faça seu trabalho bem feito a sua maneira vez por outra. Mas se o ego estiver ferido e a pessoa não se importa com sua aparência ou seu estado de espirito, então o trabalho vira rotina e nada importa para motivar-se e muito menos tornar-se produtivo.
Para ser produtivo é necessário constante inovação, renovação de energias, aprendizado de novos conhecimentos. envolvimento e participação nos eventos da empresa, isto mostra independência e motivação, sem isso, a produtividade é relegada a último plano.

tradução e interpretação livre do texto original da businessinsider.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Planeje cada dia com antecedência



Planejar é trazer o futuro para o presente. Devemos seriamente fazer algo a este respeito diariamente. A melhor forma é planejar-se como se tudo dependesse só do dia de amanhã. Escreva seu plano de ação para amanhã hoje a noite antes de dormir, desta forma, ao acordar amanhã você já terá um plano claro de coisas a fazer e completar no dia de hoje.

Aproveite cada momento e conquiste seu dia com suas realizações previamente planejadas. A única forma de superar a procrastinação é planejar-se para o dia de amanhã e estabelecer prazos bem definidos para cada tarefa.

A chave do sucesso é repartir sua meta em pequenas tarefas de ação a cada dia. Ou seja, coma seu elefante um pedaço de cada vez.

Um exemplo de plano de ação para o dia de amanhã, eu dou o singelo nome de Minha Lista, mas não se iluda, é simples, mas eficaz.

Minha Lista para amanhã

  1. Telefonar para o contador para acertar a entrega da documentação do IRPF 2016 as 8:00
  2. Concluir o relatório da convenção 2016 e divulgar aos envolvidos até as 16:00
  3. Almoçar com Cristiane e conversar sobre o feriado, entre 12:00 e 13:00
  4. Ler e revisar o relatório sobre distribuição
  5. Conversar com gerentes sobre o orçamento 2016

Geralmente minha lista, de trabalho, como esta acima contém no máximo 5 tópicos e dificilmente consigo realizar todos, mas o fato de estar escrito e olhando para mim o dia inteiro não me deixa desviar o meu foco.

Tenho uma outra lista para minhas coisas pessoais também

E você, como organiza e planeja o seu dia?